• FBTF

DEVO E NÃO NEGO, PAGO QUANDO PUDER!



“DEVO E NÃO NEGO, PAGO QUANDO PUDER!”


Editorial


RESPEITO AO CR VASCO DA GAMA

Precisamos iniciar esse editorial reforçando o nosso respeito e apreço pelo Clube de São Januário, sua torcida e o colega de carreira Ricardo Sá Pinto.


SERASA DA BOLA!

O Treinador Português Ricardo Sá Pinto acionou o CR Vasco na Fifa por dívidas salariais referentes aos meses em que o treinador trabalhou no clube, no fim de 2020. Segundo o clube, a dívida é de R$ 1,4 milhão. Com isso, o CR Vasco foi punido pela Fifa com “transfer ban” e está impedido de registrar jogadores.


PODE PIORAR?

Se não efetuar o pagamento e a inadimplência se repetir, o CR Vasco poderá ainda perder pontos e ser rebaixado. Em março deste ano (2022) o meia argentino Damián Escudero, que passou por São Januário em 2017 sujeitou o CR Vasco a mesma punição. Por se tratar de uma reincidência o clube carioca já poderia perder pontos na competição, chegando até ao rebaixamento.


EU JÁ SABIA!

A FBTF (Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol) vem desde 2014 junto à Câmara dos Deputados lutando pela aprovação da Lei Caio Júnior (iniciativa do Deputado Federal José Rocha) que prevê em um de seus artigos que os “Clubes de Futebol só podem contratar um novo Treinador, depois de quitar todas as suas responsabilidades trabalhistas com o Treinador antecessor”.


A CULPA PELA DERROTA!

O Futebol Brasileiro é líder mundial nas trocas de comando técnico, resultado de uma pesquisa feita na Alemanha. O mesmo pesquisador, o brasileiro Matheus Galdino liderou esta pesquisa com outros renomados e internacionais colegas que se aprofundaram neste estudo, suas causas e consequências. (https://www.youtube.com/watch?v=MNkN17Fu81Q&t=2141s).


SOS RH

A primeira fase da pesquisa se baseou em estatística, na matemática avançada ao analisar 16 anos do Campeonato Brasileiro. A segunda fase da pesquisa recém-concluída e nomeada de “SOS RH” (https://ge.globo.com/negocios-do-esporte/noticia/2022/07/04/carrossel-dos-tecnicos-estudo-revela-como-dirigentes-contratam-e-demitem-treinadores-no-brasil.ghtml) constatou o que a primeira pesquisa estruturou e chamou de “Teoria do Bode Expiatório”. Nossos Dirigentes transferem o foco da "culpa" na figura de quem sai, acalma o ânimo da torcida com o Treinador que chega e usa a notícia do "novo treinador" para rodar a máquina de moer reputação, a mídia!


TÁ LIGADO?

No Brasil, os Dirigentes de Futebol em sua maioria são despreparados para o ofício e despejam no CNPJ dos clubes toda sua incompetência na gestão do futebol, manchando a imagem dos clubes e deteriorando toda sua cadeia de negócios. Clubes endividados e inadimplentes, montanhas de processos trabalhistas, conivência com a violência das torcidas organizadas, má gestão e conflitos políticos são apenas a ponta deste iceberg.


CNRD X FIFA

Em casos semelhantes ao do CR Vasco da Gama no Brasil, a responsável pela decisão é a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da CBF. A CNRD foi criada para resolver problemas jusdesportivos dentro dos regulamentos da própria CBF e da Fifa. Em uma breve pesquisa constatamos que a CNRD aplicou em casos extremos, apenas a proibição no registro de atletas. Queremos acreditar que a CNRD é constituída de profissionais sérios e capacitados, que a CBF planeja, organiza e executa suas competições com primazia e zelo. A impunidade e o descumprimento das leis causam danos à competição, insegurança a todos que atuam dentro das 4 linhas e fazem esta gigante roda girar!


O CEGO QUE NÃO QUER VER!

Olhemos para a prestação das contas dos clubes e suas contabilidades, o altíssimo índice de inadimplência, para as centenas ou milhares de ações na justiça contra clubes feitas por atletas, treinadores, fornecedores, prestadores de serviço e os impostos devidos não pagos. Olhemos para as injustificáveis trocas de comandos e suas verdadeiras razões... O que ainda não está claro para a mídia e o torcedor?


APELO!

À Câmara Nacional de Resolução e Disputas e CBF, em nome da reputação do Futebol Brasileiro e em respeito as nossas Leis do Trabalho, através deste EDITORIAL fica aqui o apelo da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol;


MALANDRAGEM PURA!

Sabedores de que as ações na Justiça comum exigem anos tramitando, as Diretorias dos Clubes empurram para a próxima gestão e o CNPJ do clube toda má sorte de suas decisões. Isso inspira a irresponsabilidade e alimenta a impunidade.


SOLUÇÃO JÁ!

A punição ao Clube (não podem contratar, perda de pontos e rebaixamento) de forma imediata dentro da competição que esteja inserido, inspira responsabilidade e sujeita a todo gestor esportivo ao cumprimento da lei!


“Em nome do Futebol no Brasil, que o rigor da lei entre em campo e vença de goleada toda impunidade”


FBTF

EDITORIAL

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo