Como está o seu QA (Quociente de adaptabilidade)?





Como está o seu QA (Quociente de adaptabilidade)?

 

Oi. Tudo bem? O teste do QI (quociente de inteligência) já existe desde 1905 (Binet-Simon) e pode medir nossa inteligência lógico/matemática, memória e habilidade verbal.  


Já o QE (Quociente de inteligência emocional) foi trazido pelo psicólogo Daniel Goleman em 1995 e visa medir habilidades como comunicação, autocontrole e capacidade de criar bons relacionamentos.


Ultimamente as empresas vem buscando ter pessoas em seus quadros com um alto QA (quociente de adaptabilidade).


O QA diz respeito à “capacidade do indivíduo de crescer profissionalmente baseado em sua habilidade de adaptação, criatividade e resiliência. ”Adaptação, criatividade e resiliência. Como estás em relação a essas 3 habilidades (soft skills)?


Isso não é nenhuma novidade.


O general chinês Sun Tzu, no clássico “A arte da guerra”, escrito há milhares de anos já dizia: “A água se move de acordo com a terra; um exército se movimenta de acordo com o inimigo.” O grande tiranossauro Rex desapareceu, enquanto as lagartixas seguem por aí.


Adaptação.


E é possível aumentar o QA? Ou seja, ele é treinável? Sim. Nossa adaptabilidade é como um musculo. Quanto mais submetida a stress, mais se desenvolve. E aqui trago 3 maneiras de desenvolvê-la.

 

1) "Pergunte-se constantemente, e se?" Crie cenários hipotéticos e imagine possíveis soluções. Antecipe os problemas e saia na frente quando eles vierem.


2) Busque outros modos de fazer o que já faz bem. Desaprender para reaprender. Autoquestionamento é uma boa estratégia.


3) Explore (busque) novos caminhos e não apenas explore o que já existe. O que te trouxe ao topo hoje pode ser o que vai te derrubar amanhã. Kodak, BlockBuster e Blackberry foram gigantes que desapareceram por achar que o que tinham conquistado seria perene e deixaram de buscar atualizações.

 

Não estou querendo aqui desprezar nem o QI e nem o QE. Todos eles são de suma importância para quem quer estar no topo e buscar ser a melhor versão possível de si mesmo. Afinal de contas, não existe uma inteligência universal e nem um saber que seja soberano aos demais. O contexto influencia muito o valor que cada saber carrega.


Para exemplificar, finalizo com uma parábola onde um velho e simples canoeiro levava em sua canoa uma professora e um youtuber. Ao longo da travessia a professora pergunta: “você sabe ler e escrever?” O velho disse: “não senhora” Ao que devolveu a professora: “que pena, o senhor perdeu metade de sua vida”. Logo depois perguntou o youtuber: “o senhor sabe gravar, editar, publicar e monetizar um canal?” Retrucou o velho: “não senhor”. E o youtuber devolve: “que pena, perdeste metade de tua vida”. De repente muda o tempo, sopram ventos fortes, vem uma forte onda e vira a canoa. Ao não ter coletes o velho sai nadando em direção a uma margem quando olha para trás e ao ver a professora e o youtuber se afogando, pergunta: “vocês não sabem nadar? Que pena, vão perder a vida inteira.”


Como aplicar o QA no futebol?

Ou na tua vida privada?

De 0 a 10, onde achas que estás?


Forte abraço e que DEUS te abençoe.


Marcelo Salazar – Treinador de futebol


01.05.2022

#DePernambucoparaoMundo

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo